Rio de Janeiro Homem negro compra mochila e é acusado de furto em loja no RJ

Homem negro compra mochila e é acusado de furto em loja no RJ

Apesar de estar com a nota fiscal, funcionários insistiram em revistar a vítima. Nervoso pela abordagem, o trabalhador chegou a desmaiar

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

Um homem negro foi acusado de furto em uma loja de calçados em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. No momento da abordagem, a vítima tinha acabado de comprar uma mochila e estava com a nota fiscal.

Nervoso pela abordagem, homem chegou a desmaiar

Nervoso pela abordagem, homem chegou a desmaiar

Reprodução/Record TV Rio

Em entrevista à Record TV Rio, o encarregado de supermercados, Fernando Silva dos Santos, contou que foi abordado por três funcionários na porta do estabelecimento. Segundo o trabalhador, ele havia perguntado se poderia colocar os pertences na bolsa para usá-la no instante da compra.

“Eles me abordaram dizendo que eu tinha roubado um par de tênis. Eu estava com a nota na mão justificando para eles que eu não era ladrão.”, disse Fernando.

Polícia encontra carro usado em execução de contraventor no Rio

Apesar dos esforços para provar que não tinha cometido o crime, Fernando conta que os funcionários insistiram em abrir a mochila.

“Ele abriu a mochila, jogou tudo no chão e eu fiquei apavorado. Comecei a gritar que não era ladrão. Aquilo ali me constrangeu muito”, afirmou.

Fernando ficou tão nervoso que chegou a desmaiar. A ação foi filmada por clientes e pessoas que estavam no calçadão.

“Fui solidária com ele, porque também sou negra. Estou cansada de ver os negros sendo massacrados”, disse uma cabeleireira que presenciou a ação.

Em nota, a rede de calçados afirmou que repudia qualquer ato de racismo e que a vítima foi abordada por seguranças do calçadão de Duque de Caxias, mas garantiu que a ação será averiguada.

No entanto, Fernando desmentiu a informação e alegou que os agentes o seguiram desde que ele estava no interior da loja. O encarregado de supermercados denunciou o caso à polícia.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas