Rio de Janeiro Polícia encontra carro usado em execução de contraventor no Rio

Polícia encontra carro usado em execução de contraventor no Rio

Polícia conseguiu localizar o veículo em condomínio residencial em Campo Grande, na zona oeste; carro passa por perícia

  • Rio de Janeiro | Raíza Chaves, do R7* com Record TV Rio

Contraventor foi executado no último dia 10

Contraventor foi executado no último dia 10

Record TV Rio

A DH-Capital (Delegacia de Homicídios da Capital) encontrou na sexta-feira (20) o carro usado pelos suspeitos de matarem o contraventor Fernando Iggnácio em Campo Grande, na zona oeste do Rio.

As imagens de câmeras de segurança da região registraram o momento em que os suspeitos fugiram e todo o trajeto feito por eles.  A partir dos vídeos, a Polícia Civil conseguiu descobrir a rota do veículo até  um condomínio residencial em Campo Grande, também na zona oeste, onde a esposa do PM vive. 

Até o momento, apenas um dos veículos utilizados no dia da execução foi localizado, da cor preta e que passa por perícia. Já o outro veículo branco, segue desaparecido. Ambos com placas clonadas. 

Fernando Iggnácio era genro do contraventor Castor de Andrade, morto em 1997. Ele já havia sido alvo de investigações relacionadas a homicídios e contra a máfia dos caça-níqueis.

Caso

O contraventor Fernando de Miranda Iggnácio foi morto a tiro no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio, na tarde de terça-feira (10).

Fernando retornava de uma viagem em Angra dos Reis, na Costa Verde, quando foi surpreendido no estacionamento de um heliporto.

As investigações da DH-Capital (Delegacia de Homicídios) apontaram que quatro pessoas são suspeitas de envolvimento no crime, no último dia 10, em um heliporto na zona oeste do Rio.

Além do policial militar foragido, um outro ex-pm e um matador de aluguel estão envolvidos no caso. Apenas um suspeito ainda não foi identificado.

*Sob supervisão de PH Rosa

Últimas