Rio de Janeiro Hospital de campanha Lagoa-Barra recebe primeiros pacientes no RJ

Hospital de campanha Lagoa-Barra recebe primeiros pacientes no RJ

Ao menos 13 pacientes com covid-19 já ocupam leitos de UTIs da unidade do Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, nesta segunda (27)

Hospital de campanha foi inaugurado com 30 leitos

Hospital de campanha foi inaugurado com 30 leitos

Divulgação/Governo do Estado

Ao menos 13 pacientes com covid-19 já ocupam leitos do hospital de campanha Lagoa-Barra, no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro. Todos estão internados em UTIs (Unidade de Tratamento Intensivo) da unidade, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (27) pelo governo estadual.

O hospital de campanha foi inaugurado no sábado (25) com 30 leitos, sendo 20 de enfermaria e 10 de UTI, para pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) infectados pelo novo coronavírus. No entanto, a expectativa é a de oferecer ao longo das próximas semanas 200 leitos, sendo 100 deles de UTI.

A unidade contará ainda com tomografia digital, radiologia convencional, aparelhos de ultrassom e ecocardiograma e laboratório de patologia clínica.
De acordo com o governo estadual, a Rede D'Or ficará responsável pela operação hospital de campanha, que recebeu investimento da iniciativa privada para funcionar por quatro meses.

Já a Secretaria de Estado de Saúde administrará os atendimentos na unidade por meio da Central Estadual de Regulação.

"Trabalhamos para aumentar nossa capacidade de atendimento no Estado e, em meio à crise, foi fundamental contar com o apoio da iniciativa privada. A abertura dos hospitais de campanha vai nos possibilitar diminuir a pressão no nosso sistema de saúde, salvar vidas e, no futuro, permitir que possamos retomar as atividades que hoje estão suspensas", afirmou o governador Wilson Witzel.

No total, hospital vai oferecer 100 leitos de UTI e mais 100 de enfermaria

No total, hospital vai oferecer 100 leitos de UTI e mais 100 de enfermaria

Divulgação/ Governo do RJ

Além do Lagoa-Barra, a SES vai disponibilizar mais 1,8 mil leitos em outras oito unidades de campanha e uma modular, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.
De acordo com o governo estadual, o próximo hospital de campanha a ser inaugurado deverá ser o do Maracanã, que terá 400 leitos, 80 deles de UTI, nos primeiros dias do próximo mês.

Últimas