Rio de Janeiro Justiça manda soltar técnico de enfermagem preso em Queimados

Justiça manda soltar técnico de enfermagem preso em Queimados

João Luiz da Silva Oliveira foi detido na última quinta (2), após ser reconhecido por foto como autor de suposto assalto

João Luiz foi preso em Queimados

João Luiz foi preso em Queimados

Reprodução/Record TV Rio

A Justiça do Rio de Janeiro revogou, nesta quarta-feira (8), a prisão do técnico de enfermagem João Luiz da Silva Oliveira, detido na última quinta (2), após ter sido supostamente reconhecido através de uma foto como autor de um assalto em Queimados, na Baixada Fluminense.

Na decisão, o juiz Luís Gustavo Vasques ressaltou que a custódia só deveria ser mantida em caso de risco à ordem pública ou para assegurar a aplicação da lei penal. Além disso, considerou que não há qualquer comprovação que sustente a prisão.

A revogação determina que João Luiz deverá cumprir medidas cautelares, comparecendo mensalmente ao tribunal para comunicar e justificar suas atividades e solicitar autorização para sair da cidade ou mudar de endereço.

No pedido de revogação da prisão, a defesa de João Luiz argumentou que a vítima do suposto roubo só descreveu características físicas do assaltante três meses após a ocorrência do crime. Além disso, reforçou que não houve reconhecimento presencial, apenas fotográfico do técnico de enfermagem, e que ele não foi ouvido pelas autoridades.

João Luiz, de 32 anos, foi preso no último dia 2, após ser convocado à delegacia de Queimados, na Baixada Fluminense. Lá, foi informado de que havia sido reconhecido por uma vítima como autor de um roubo ocorrido em março deste ano.

A família contestou a prisão do técnico e procurou provar sua inocência, apresentando uma folha de ponto que atestou que, na data do suposto roubo, João havia acabado de sair da clínica onde trabalha em Belford Roxo e seguiu para casa, o que foi comprovado pelo GPS de seu celular.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.

Últimas