Laudo do IML aponta asfixia como causa da morte da menina Estela

Criança foi vista pela última vez na companhia do tio. Polícia busca paradeiro de Paulo Sérgio, considerado o principal suspeito do crime

Corpo de Estela Evangelista foi encontrado no morro dos Prazeres

Corpo de Estela Evangelista foi encontrado no morro dos Prazeres

Reprodução/Record TV Rio

Um laudo preliminar do IML (Instituto Médico Legal) apontou que a causa da morte da menina Estela Evangelista de Oliveira, de seis anos, foi asfixia mecânica, segundo informações da Record TV. Inicialmente, não há indícios de que a menina sofreu violência sexual. 

De acordo com a família, o pescoço de Estela tinha manchas escuras como se tivesse sido enforcado. 

Leia mais: "Se tio for culpado, será um choque", diz madrinha de menina morta no RJ

A DHC (Delegacia de Homicídios da Capital) está investigando o caso. A expectativa é a de que um laudo mais detalhado seja divulgado em até 30 dias. 

O corpo da criança foi encontrado nesta quarta (9) no alto do Morro dos Prazeres, em Santa Tereza, no centro do Rio de Janeiro.

A menina estava desaparecida desde o último sábado (5), quando havia saído com o tio Paulo Sérgio, de 29 anos.

Segundo testemunhas, o tio da menina parecia estar sob efeito de drogas quando saiu para supostamente levar a criança à praia

A Polícia Civil está em busca do paradeiro de Paulo Sérgio, considerado o principal suspeito do crime. A corporação afirmou que ele é dependente químico, tem diversas passagens por roubo e está atualmente em regime semiaberto. 

A tia da vítima disse que o enterro de Estela vai ser na próxima sexta-feira (11) às 13h no cemitério do Caju, na zona norte da cidade.