Mais de 400 pessoas são presas em megaoperação da polícia no Rio

De acordo com o delegado Felipe Curi, ação teve como alvo suspeitos de roubo, latrocínio e receptação. Quatros homens morreram em confronto 

Mais de 400 pessoas foram presas no Estado

Mais de 400 pessoas foram presas no Estado

Divulgação/Polícia Civil

Uma megaoperação prendeu 416 pessoas no Estado do Rio de Janeiro nesta terça-feira (25). Na ação, quatro homens morreram, sendo três em Resende, no Sul Fluminense, e outro no Jardim Gramacho, na Baixada Fluminense.

A ação teve como objetivo cumprir mandados de prisão contra foragidos da Justiça suspeitos de roubo de cargas de veículos, receptação e latrocínio.

De acordo com o delegado Felipe Curi, esta foi a maior operação da história da Polícia Civil.

PF faz operação para impedir expansão do PCC no RJ

As investigações da Operação Espoliador III apontam que os crimes praticados foram financiados por organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas. Os integrantes da quadrilha emprestam armas para a prática de diversos roubos.

Sérgio Cabral é condenado pela 14ª vez na Lava Jato

O secretário de Polícia Civil, delegado Flávio Marcos Amaral de Brito, disse que as ações não foram realizadas em comunidades, devido a uma determinação do STF (Supremo Tribunal Federal), no dia 18 deste mês, que impôs novas restrições para a realização de operações policiais em comunidades do Rio de Janeiro.

*Estagiária do R7, sob supervisão Bruna Oliveira