Rio de Janeiro Marinha localiza freezer que pode pertencer a lancha desaparecida

Marinha localiza freezer que pode pertencer a lancha desaparecida

Material estava com alimentos dentro da validade, indicando que caiu na água há poucos dias; Buscas pelos amigos prosseguem

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

A Marinha do Brasil informou que localizou um freezer que pode pertencer a lancha ‘O Maestro’, que desapareceu na última sexta-feira (29) com cinco amigos a bordo. A geladeira foi encontrada a cerca de 43 km, a leste da Ponta de Cabo Frio, no litoral fluminense.

Amigos viajavam com destino ao Ceará

Amigos viajavam com destino ao Ceará

Reprodução/Record TV Rio

O material estava com alimentos dentro do prazo da validade, o que indica que caiu na água há poucos dias. O dono da embarcação Ricardo Kirst, o empresário Domingos Sávio, o comandante Guilherme Ambrosio, o mecânico José Cláudio de Souza e o pescador Wilson Martins viajaram na quinta-feira (28), com destino à Fortaleza, no Ceará. 

A embarcação saiu da Ilha do Governador, na zona norte, parou para abastecer na Urca, zona sul e seguiam para o Espírito Santo. O plano era fazer uma viagem de 20 dias, com pequenas paradas para pescar. 

Análise da Cedae aponta alto nível de gosto em água distribuída

O último contato feito com a família foi feito na noite de sexta-feira (29). Os amigos afirmaram que ventava e chovia bastante no local e, por isso, iam aguardar a passagem do temporal. Contudo, de acordo com um áudio que seria de um tripulante de outra embarcação, o grupo emitiu um pedido de socorro na madrugada de sábado (30). 

'Eu comecei a ouvir "alô frequência, alô frequência, SOS, SOS". Perguntei o que estava acontecendo e ele falou "é uma lancha que tá entrando água". Em seguida, ele falou " a água tomou conta do motor e parou de funcionar."', disse o tripulante. 

O aúdio também afirma que um dos amigos disseram que o motor estava parado e que "eles iam para o mar". A comunicação com a outra embarcação teria durado cerca de 10 minutos. 

A última localização registrada pelo O Maestro foi no farol de São Thomé, em Campos dos Goytacazes, no norte do Estado, no sábado (30), mas a Marinha só tomou conhecimento do desaparecimento da lancha no domingo (31) e procura os tribulantes desde então.

As esposas de Ricardo Kirst e de José Cláudio chegaram ao Rio nesta quarta-feira (3) para acompanhar as buscas. Elas acreditam que os amigos estão vivos e afirmaram que eles eram pescadores experientes

"Ele tem experiência automotiva, experiência náutica... São vastas as experiências que ele tem nessa área.", disse a esposa de José Claúdio, Eudinice Vieira. 

A Marinha do Brasil informou ainda que intensificou as buscas pelos cinco tripulantes com navio-patrulha e duas aeronaves. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas