Rio de Janeiro Moradora é baleada e morta em novo tiroteio no Alemão; sobe para 19 o nº de mortos na comunidade

Moradora é baleada e morta em novo tiroteio no Alemão; sobe para 19 o nº de mortos na comunidade

Clima é tenso na região da zona norte do Rio, onde o policiamento foi reforçado após operação policial

  • Rio de Janeiro | Bruna Oliveira, do R7, com Joyce Carvalho, da Record TV Rio

Policiamento foi reforçado no Complexo do Alemão após operação deixar 18 mortos

Policiamento foi reforçado no Complexo do Alemão após operação deixar 18 mortos

JOSE LUCENA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO/22.07.2022

Uma moradora morreu após ter sido baleada em um novo tiroteio no Complexo do Alemão, zona norte do Rio, na manhã desta sexta-feira (22). A vítima é a 19ª pessoa morta na comunidade no segundo dia de confrontos na região.

Solange foi baleada na cabeça

Solange foi baleada na cabeça

Reprodução/Record TV Rio

Segundo informações da Record TV Rio, a mulher, identificada como Solange Mendes da Silva, havia saído de casa para fazer compras quando foi baleada na cabeça. 

A PM informou que ela foi encontrada ferida após um ataque de criminosos à base da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Nova Brasília e levada à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Alemão.

 A vítima foi encaminhada ao Hospital Getúlio Vargas, na Penha, onde já chegou sem vida, de acordo com a direção da unidade. O corpo será levado ao IML (Instituto Médico-Legal). 

A Secretaria de Estado de Saúde afirmou que a família de Solange está no hospital, sendo assistida pelo Núcleo de Atendimento à Família, com apoio de assistente social e psicóloga.

O clima ainda é tenso na comunidade, onde o policiamento foi reforçado depois que uma operação policial deixou 18 mortos nesta quinta-feira (21). Ao menos 13 pessoas já foram identificadas, e a maioria é tratada como suspeita pela polícia. 

Entre as vítimas estão um PM atacado por criminosos e uma mulher de 50 anos que passava de carro nas imediações da comunidade. O caso é investigado pela Divisão de Homicídios. 

A ação do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) reuniu cerca de 400 homens, com o apoio de blindados e aeronaves. 

Ao menos cinco homens foram presos. Entre eles, um foragido da Justiça, conhecido como "matador de policiais" no estado do Pará, segundo a Polícia Militar.

Uma das ações apreendeu uma metralhadora capaz de derrubar helicópteros. 

Últimas