Rio de Janeiro Morre menina que sofreu acidente com carro alegórico no Rio

Morre menina que sofreu acidente com carro alegórico no Rio

Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, ficou quase dois dias internada em estado grave e precisou amputar uma perna

Raquel tinha 11 anos

Raquel tinha 11 anos

Reprodução

A menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, que sofreu um acidente com um carro alegórico no entorno do Sambódromo, no Rio, morreu nesta sexta-feira (22).

A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde no início desta tarde. O corpo deve ser encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal) nas próximas horas. 

Após quase dois dias internada em estado grave no Hospital Souza Aguiar, a criança não resistiu. Ela havia passado por cirurgia e amputado uma perna.

Segundo informações da Record TV, Raquel tinha sofrido um traumatismo no tórax e duas paradas cardiorrespiratórias.

Na quarta (20), a vítima subiu na alegoria, durante a dispersão, no primeiro dia de desfiles das escolas de samba, quando o carro foi movimentado e esmagou as pernas dela contra um poste.

Raquel foi socorrida às pressas e levada ao hospital. A mãe da menina, que está grávida, ficou em choque ao saber do estado de saúde da filha.

"Está doendo muito. Só quem é mãe sabe. Minha filha é tão bonita para passar por isso", afirmou Marcela Portelinha.

Após o grave acidente com a criança, o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) avaliou que a organização do Carnaval do Rio violou as regras de segurança recomendadas.

Na noite de quinta (21), a Justiça determinou que as escolas de samba escoltem os carros alegóricos, para evitar outros casos como o de Raquel.

A Polícia Civil abriu uma investigação para apurar de quem é a responsabilidade da tragédia e solicitou as câmeras de segurança do local. O condutor do guindaste e um ajudante foram ouvidos, além de duas testemunhas. A família é aguardada para prestar depoimento. 

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, se manifestou, pela primeira vez, sobre o caso somente após a confirmação da morte de Raquel e afirmou que o momento é de tristeza: "Vamos acompanhar de perto a investigação policial que apura as responsabilidades e estamos, através de nossa secretaria de Assistência, dando apoio aos familiares. Minha solidariedade neste momento de dor".

Últimas