Rio de Janeiro Morte de MC Kevin foi acidental e sem ação violenta, conclui perícia

Morte de MC Kevin foi acidental e sem ação violenta, conclui perícia

Segundo perito Luiz Alberto Moreira Coelho, não houve indícios de brigas no momento em que cantor caiu da varanda de hotel no Rio

MC Kevin morreu aos 23 anos, no Rio de Janeiro (RJ)

MC Kevin morreu aos 23 anos, no Rio de Janeiro (RJ)

Reprodução/ Record TV

O laudo da perícia do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, concluiu que a causa aparente da morte do cantor MC Kevin, no domingo (16) passado, foi acidental.

O perito Luiz Alberto Moreira Coelho, que assina o documento, afirmou também que não houve indícios de brigas ou ações violentas no óbito de Kevin.

O artista morreu após cair da sacada do quinto andar de um hotel na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, na noite de 16 de maio. Segundo o Corpo de Bombeiros, o MC foi levado em estado grave ao Hospital Municipal Miguel Couto, mas não resistiu.

Quatro dias depois, o laudo da perícia no corpo do cantor foi divulgado e apontou que ele havia sofrido fraturas no nariz, no maxilar e na mandíbula. As causas da morte foram a ruptura de um aneurisma e traumatismo craniano.

Segundo relatou a viúva do jovem, Deolane Bezerra, o cantor teria usado drogas sintéticas no dia em que morreu. Após o depoimento da esposa e de amigos de Kevin, a Polícia Civil aguarda o resultado do exame toxicológico para comparar o efeito de entorpecentes usados pelo cantor.

Últimas