Rio de Janeiro MP faz operação para prender milicianos da zona oeste do Rio

MP faz operação para prender milicianos da zona oeste do Rio

Dos três mandados de prisão, dois foram cumpridos, pois os denunciados já estão presos; grupo seria responsável por lavar dinheiro da organização

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*

Suspeitos seriam responsáveis por lavagem de dinheiro

Suspeitos seriam responsáveis por lavagem de dinheiro

Agência Brasil

O MP-RJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) deflagou a operação Intocáveis III na manhã desta quarta-feira (2) para prender três dos seis denunciados por integrar milícia do Rio das Pedras, zona oeste do Rio, e lavar dinheiro do grupo. Forma emitidos 14 mandados de busca e apreensão que serão cumpridos em Curicica, Recreio, Itanhagá, Rio das Pedras e Jacarepaguá.

Destes três, dois foram cumpridos, já que os suspeitos já estão presos – entre eles, o homem apontado como chefe da organização criminosa conhecido como Fininho e denunciado na primeira fase da operação.

As investigações apontam que Fininho é o braço direito de Mauricão, outro líder da milícia, e manda ordens para o grupo de dentro da cadeia. A organização criminosa teria lavado cerca de R$ 5 milhões que já foram bloqueados pela Justiça.

Crivella lidera intenções de voto no Rio de Janeiro, aponta pesquisa

Além disso, no período em que esteve foragido, Fininho teria usado contas bancárias de outros integrantes para guardar e movimentar valores. A denúncia também expõe que ele ocultava valores declarados em aquisições de imóveis de alto padrão que seriam incompatíveis com seus rendimentos.

O outro preso foi denunciado na segunda fase da investigação e seria o laranja do bando. Até o final desta publicação, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado) ainda buscava cumprir o terceiro mandado de prisão.

Os agentes conseguiram apreender ainda R$117 mil em dinheiro, celulares, computadores e documentos. O material será analisado para futuras investigações.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas