Rio de Janeiro Pai de Anderson é convocado para depor por defesa de Flordelis 

Pai de Anderson é convocado para depor por defesa de Flordelis 

Quarta audiência sobre o caso ocorre nesta sexta-feira (11). Juíza vai ouvir 10 testemunhas de defesa e outras quatro de acusação

  • Rio de Janeiro | Raíza Chaves, do R7*, com informações de Monique Bittencourt, da Record TV Rio

A quarta audiência sobre a morte do pastor Anderson do Carmo nesta sexta-feira (11) vai ouvir 14 testemunhas, sendo 10 de defesa e outras quatro de acusação no Fórum de Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Entre elas está o pai da vítima, Jorge de Souza.

undefined

undefined

Reprodução/Record TV Rio

O advogado da família de Anderson, Ângelo Máximo, disse ter ficado surpreso com a convocação de Jorge por parte da defesa da deputada federal Flordelis. 

"Surpresa até para o assistente de acusação aqui. O seu Jorge, como eu disse, não frequentava a casa. A família de Anderson do Carmo não tinha frequência na casa da Flordelis, porque ela cortava isso. Então, o seu Jorge no momento do fato estava residindo onde está hoje, em São Paulo. Ele não presenciou nada", disse Ângelo Máximo. 

Esta é a primeira vez que Flordelis encontra o sogro após a morte de Anderson do Carmo. O advogado da família do pastor disse, no entanto, que os dois não vão ficar frente a frente, pois solicitará à juíza Nearis dos Santos que retire os acusados do local no momento do depoimento do idoso de 80 anos. 

O pastor Anderson do Carmo foi morto com 30 tiros na porta de casa em 16 de junho do ano passado. 

Entre os 11 reús, Flordelis, acusada de ser mandante do crime, é a única que está solta por ter imunidade parlamentar. 

*Sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas