Rio de Janeiro PM não divulga documentos que atestam manutenção de helicóptero

PM não divulga documentos que atestam manutenção de helicóptero

Dados como o ano de fabricação  e o tempo que o helicóptero é usado não foram informados

PM não divulga documentos que atestam manutenção de helicóptero

Helicóptero da PM caiu durante operação policial na Cidade de Deus

Helicóptero da PM caiu durante operação policial na Cidade de Deus

Jose Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

A Polícia Militar não informou o prefixo do helicóptero que caiu próximo à favela Cidade de Deus, mais de 24 horas depois do acidente. O dado é necessário para checar, junto à Agência Nacional de Aviação Civil, se a aeronave estava em dia com a manutenção. Por volta das 14h deste domingo (20) o major Ivan Blaz, porta-voz da corporação, disse em entrevista que a "manutenção está ok" e que a documentação seria encaminhada para a imprensa, o que não aconteceu.

Outros dados, como o ano de fabricação do helicóptero e o tempo que o helicóptero é usado pelo Grupamento Aeromóvel, não foram divulgados. Por causa da crise do Estado, houve atraso no pagamento de contratos de manutenção com a empresa Helibrás. A secretaria de Segurança, no entanto, recebeu reforços de caixa durante a Olimpíada.

Uma perícia preliminar feita no helicóptero da Polícia Militar aponta que a aeronave não foi alvejada. A autópsia feita nos corpos dos quatro PMs mortos na queda do helicóptero ontem também aponta que eles morreram em decorrência do impacto. As informações são do porta-voz da PM, major Ivan Blaz. "Mas é muito prematuro que venhamos a falar sem a perícia da aeronáutica. Ela é fundamental para que a gente possa identificar as causas da queda da aeronave", afirmou Blaz.

Veja quem são os PMs mortos em queda de helicóptero:

    Access log