Rio de Janeiro Polícia Civil indicia 14 pessoas em caso de médica agredida no Rio

Polícia Civil indicia 14 pessoas em caso de médica agredida no Rio

Todos os envolvidos na festa responderão por infração de medida sanitária preventiva. Destes, dois também são suspeitos de lesão corporal grave

Câmeras de segurança flagraram agressões à médica

Câmeras de segurança flagraram agressões à médica

Reprodução/Record TV Rio

A Polícia Civil concluiu nesta terça-feira (7) as investigações das agressões à médica Ticyana D’azambujja, no Grajaú, zona norte do Rio de Janeiro, e indiciou os 14 envolvidos da festa por infração de medidas sanitárias preventivas. Destes, dois também responderão por lesão corporal grave. A médica foi agredida após ir reclamar do barulho da festa realizada na casa em frente ao prédio onde ela mora.

Segundo a Polícia Civil, outras pessoas que participaram da festa também serão indiciadas por lesão corporal, além da infração de medidas sanitárias.

Todos os agentes públicos identificados na festa, integrantes das polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros, além dos crimes já citados, ainda responderão por prevaricação - quando um funcionário público age contra a lei para satisfazer interesses pessoais.

Em nota, a Polícia Civil informou que notificou as três instituições, incluindo a si mesma, para que haja um procedimento disciplinar interno que investigue a conduta dos agentes e militares envolvidos no incidente.

Defensoria do RJ pede suspensão da volta às aulas em Duque de Caxias

Caso

A médica Ticyana D’azambujja foi agredida no dia 30 de maio após tentar impedir a realização de uma festa no bairro do Grajaú, zona norte do Rio. A vítima afirma que os organizadores do evento se negaram a paralisar a comemoração, o que teria motivado ela a quebrar o vidro traseiro do carro de um dos frequentadores da festa.

Imagens das câmeras de segurança da rua onde fica a casa, ao lado de um batalhão do Corpo de Bombeiros, mostraram Ticyana sendo carregada e agredida por um grupo de pessoas que participavam do evento. A vítima teve lesões na perna e no rosto e continua se recuperando após mais de um mês do ataque.

Vídeo mostra grupo agredindo médica:

*Estagiário do R7, sob supervisão de Paulo Guilherme

Últimas