Rio de Janeiro Polícia Civil realiza ação contra furto de combustíveis na Baixada (RJ)

Polícia Civil realiza ação contra furto de combustíveis na Baixada (RJ)

Investigações apontam que quadrilha perfura dutos da Petrobras e, em seguida, transporta o material roubado em caminhões baú adaptados

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Quadrilha perfurava dutos da cidades da Baixada (RJ)

Quadrilha perfurava dutos da cidades da Baixada (RJ)

Reprodução/Record TV Rio

A Polícia Civil realiza nesta quarta-feira (14) uma operação contra uma quadrilha suspeita de furtar combustíveis dos dutos da Petrobras em cidades da Baixada Fluminense. Segundo os investigadores, o grupo perfurava o encanamento da empresa petroleira causando prejuízo estimado em R$ 1 milhão.

Polícia de SP faz operação contra corrupção em presídios do RJ

Os agentes da DDSD (Delegacia de Defesa de Serviços Delegados) prenderam nesta manhã cinco pessoas e tentam cumprir outros dois mandados de prisão contra suspeitos de participação no esquema.

A operação batizada de Baú leva esse nome, pois a quadrilha adaptava a carroceria de caminhões baú para transportar o combustível roubado. Desta forma, evitando os tradicionais caminhões tanque, o grupo chamava menos atenção de possíveis fiscalizações.

A quadrilha também contava com batedores que escoltavam os caminhões baú e sinalizavam possíveis fiscalizações no caminho, além de integrantes armados que davam assistência durante as perfurações.

Segundo a Polícia Civil, a quadrilha também é suspeita de causar graves prejuízos ambientais, como o derramamento de petróleo no solo. As perfurações também poderiam causar explosões e problemas operacionais à Petrobras.

Ex-PM envolvido no caso Marielle é condenado por posse ilegal de arma

Em nota, a Polícia Civil destacou que tem intensificado as ações contra as quadrilhas que realizam este tipo de furto. O delegado do caso, André Leiras, também informou que um dos alvos da operação fez uma família refém no momento da prisão, mas não deixou feridos.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas