Rio de Janeiro Polícia investiga mãe de menina de 11 anos que foi abusada e engravidou; padrasto foi preso

Polícia investiga mãe de menina de 11 anos que foi abusada e engravidou; padrasto foi preso

Mulher é suspeita de cárcere privado e abandono intelectual; criança continua internada após complicações no parto

  • Rio de Janeiro | Do R7, com Michelle Maia, da Record TV Rio

Padrasto foi preso por suspeita de estuprar criança de 11 anos

Padrasto foi preso por suspeita de estuprar criança de 11 anos

Record TV Rio

A Polícia Civil investiga a mãe da menina de 11 anos que foi abusada sexualmente e teve um bebê em Caxias, na Baixada Fluminense, na semana passada. Inicialmente, a mulher é suspeita de cárcere privado e abandono intelectual. O padrasto da criança está preso temporariamente por 30 dias por suspeita de ter estuprado a vítima.

De acordo com informações da Record TV, a investigação mostrou que a menina era mantida presa dentro de casa havia dois anos. Ela não era vista por vizinhos nem frequentava a escola.

O crime foi descoberto depois que a menina foi socorrida e levada para uma unidade de saúde após ter complicações no parto, realizado pela mãe e pelo padrasto em casa. Desconfiada, a equipe médica acionou a polícia e o Conselho Tutelar.

Na Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Duque de Caxias, mãe e padrasto negaram que soubessem da gravidez da menina. Eles disseram que a vítima tinha sido violentada por um homem armado cerca de nove meses atrás. No entanto, o crime nunca foi registrado na delegacia.

A investigação apura se as violências sexuais que a menina sofreu começaram antes da gravidez em razão de marcas que ela tem no corpo. A delegada Fernanda Fernandes disse, em entrevista ao Balanço Geral RJ, que todas as linhas de investigação são apuradas, inclusive se a mãe teria participação ou não nos abusos sexuais. 

Suspeito do crime, o padrasto foi detido quando tentava visitar a vítima no hospital, onde ela continua internada. Ele teria se recusado a fornecer material genético para o exame de DNA que identificaria a paternidade do bebê.

Últimas