Polícia prende advogado suspeito de estuprar enteadas em Niterói (RJ)

Segundo as investigações, homem teria abusado por mais de uma década de filhas da esposa; crimes teriam começado quando elas tinham apenas 5 anos

Agentes realizaram a prisão em área nobre de Niterói

Agentes realizaram a prisão em área nobre de Niterói

Divulgação/PCERJ

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (2) um advogado suspeito de ter estuprado as duas enteadas, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro. De acordo com as investigações, os abusos aconteciam há mais de uma década, começando quando as vítimas teriam apenas 5 anos.

Ônibus tomba na Linha Vermelha e causa congestionamento no Rio

O caso começou a ser investigado pela Deam (Delegacia Especial de Atendimento a Mulher) e pela DCAV (Delegacia da Criança e Adolescente Vítima) após o pai biológico das meninas receber uma denúncia anônima. Em depoimento, o pai das vítimas afirmou que era mantido afastado propositalmente das filhas.

Após começar uma investigação particular, o pai biológico das meninas, que têm 13 e 17 anos, descobriu que havia denúncias sobre assédios no colégio das filhas e no conselho tutelar da cidade de Niterói.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito possui “comportamento extremamente possessivo e agressivo”. Em depoimento, as vítimas afirmaram que o estuprador combinava com elas o que deveria ser dito a terceiros, incluindo aos investigadores do caso.

Hotéis de luxo se preparam para retomar atividades no Rio

O suspeito foi preso temporariamente pelo crime de estupro de vulnerável e está à disposição da justiça.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa