Rio de Janeiro Polícia suspeita que marido de deputada tenha sido executado

Polícia suspeita que marido de deputada tenha sido executado

Familiares contaram que a deputada teve a sensação de estar sendo seguida durante o trajeto entre o bairro São Francisco e a residência

Marido da deputada federal foi morto na garagem da casa

Marido da deputada federal foi morto na garagem da casa

Estefan Radovicz/Agência O Dia

A Polícia civil já começou a ouvir as testemunhas no caso que investiga a morte do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD). O crime ocorreu na madrugada deste domingo (16) no bairro de Pendotiba, em Niterói, região metropolitana do Rio.

Leia mais: RJ: marido da deputada Flordelis é morto a tiros em Niterói

Segundo o registro de ocorrência, o casal havia acabado de chegar de uma comemoração. Familiares contaram aos policiais que a deputada teve a sensação de estar sendo seguida durante o trajeto entre o bairro de São Francisco e a residência. O casal tem 55 filhos - 4 biológicos e 51 adotados.

A Secretaria de Estado de Polícia Civil (SEPOL) informa que a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) já ouviu testemunhas e analisa imagens captadas por câmeras nas imediações do local do crime.

Ainda neste domingo, prestaram depoimento a viúva, deputada federal Flordelis, e dois filhos e dois netos do casal. Até o momento, as circunstâncias apontam para uma execução, relizada com arma de calibre 9 milímetros.

Pela manhã, foi realizada perícia no local e no carro da vítima. As investigações estão em andamento. 

O pastor e a deputada tem 55 filhos - 4 biológicos e 51 adotados.