Rio de Janeiro Policial civil morto no Jacarezinho é sepultado no Rio

Policial civil morto no Jacarezinho é sepultado no Rio

André de Mello Frias, de 48 anos, deixou esposa, enteado e mãe acamada, segundo colegas

André Frias foi morto nesta quinta (6)

André Frias foi morto nesta quinta (6)

Reprodução/Record TV Rio

O inspetor da Polícia Civil André Leonardo de Mello Frias, um dos 25 mortos na operação do Jacarezinho, foi sepultado na tarde desta sexta-feira (7), no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona oeste do Rio.

André tinha 48 anos e morreu pouco após o início da operação, que ocorreu nesta quinta (6). Ele foi atingido na cabeça por um tiro de fuzil disparado por criminosos em uma espécie de seteira, uma construção de concreto com buracos.

O policial e outros colegas tiveram de descer do caveirão onde estavam devido a uma barricada, e seguiram a pé pela comunidade, até o momento em que foram confrontados por traficantes.

Frias estava na Polícia Civil há oito anos e fazia parte da DCOD (Delegacia de Combate às Drogas). Ele deixa a esposa, que também é policial, um enteado de 10 anos e a mãe, de quem cuidava desde que ela sofreu um AVC, há três anos.

Por meio de uma rede social, a  Secretaria de Polícia Civil lamentou a morte do agente. Na postagem, destacam que André "honrou a profissão que amava e deixará saudade".

Imagem compartilhada em rede social pela Secretaria de Polícia Civil

Imagem compartilhada em rede social pela Secretaria de Polícia Civil

Reprodução/PCERJ

Agentes de diversas delegacias especializadas realizaram, nesta manhã, uma carreata em homenagem ao policial. As viaturas passaram pela avenida Brasil e pela linha Amarela.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas