Rio de Janeiro Prefeitura do Rio anuncia censo para população em situação de rua

Prefeitura do Rio anuncia censo para população em situação de rua

Estudo durará quatro dias e começa nesta segunda-feira (26), na zona oeste da capital fluminense. Resultado será usado como base para ações públicas

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Estudo servirá como parâmetro para ações públicas

Estudo servirá como parâmetro para ações públicas

Reprodução/Record TV

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou nesta segunda-feira (26) o início do censo para o levantamento de informações sobre a população em situação de rua da capital fluminense. As equipes do estudo atuam neste primeiro dia na zona oeste da cidade.

RJ: Governador em exercício nomeia novo secretário para assumir Seap

Nos próximos três dias o censo passará pela região central da cidade, zona sul e zona norte, respectivamente. Os resultados do estudo serão utilizados para a implementação de políticas públicas em favorecimento das pessoas em situação de rua.

O levantamento também poderá ser usado para embasar a internação compulsória, vista com bons olhos pela Prefeitura de Rio de Janeiro, mas embargada pela Justiça do RJ. Durante coletiva, o prefeito da cidade, Marcelo Crivella, respaldou a internação apontando que países da Europa e da América do Norte seguem esta regra quando há abrigos públicos.

“Nos Estados Unidos e alguns países da Europa, se não houver abrigo público, as pessoas podem ficar nas ruas. Mas se houver abrigo público, então há também a possibilidade das autoridades de fazer a internação involuntária.”

Professores de escolas particulares do Rio suspendem greve

A empresa contratada pela Prefeitura do Rio de Janeiro é a mesma que realizou o censo de população de rua da cidade de São Paulo em dezembro de 2019. A expectativa do poder executivo municipal é que o resultado seja apresentado à imprensa já na próxima semana.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas