Rio de Janeiro Prefeitura do Rio volta atrás e cancela projeto de app para praias

Prefeitura do Rio volta atrás e cancela projeto de app para praias

De acordo com o poder executivo municipal, decisão foi tomada após críticas da população a ideia ao aplicativo para agendamento de espaços na areia

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Projeto seria testado em Copacabana

Projeto seria testado em Copacabana

Ricardo Moraes/Reuters - 22.3.2020

A Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu voltar atrás e não continuará o projeto do aplicativo de agendamento de espaços nas areias de praias da capital. Segundo o poder executivo municipal da capital fluminense, a ideia será descontinuada após o retorno negativo da população carioca e da opinião pública.

O projeto piloto previa a demarcação de espaços na areia com fitas similares as usadas em quadras de vôlei de praia, em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. A Prefeitura do Rio chegou a afirmar que 30% dos quadrantes seriam exclusivos para o agendamento por aplicativo.

De acordo com o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, o app tinha como objetivo beneficiar idosos e deficientes a encontrar lugares acessíveis na areia, assim como combater aglomeração, ajudando a coibir a disseminação do novo coronavírus.

Na última semana, representantes da Prefeitura do Rio já tinham até revelado detalhes do projeto como o custeamento da inciativa privada na operação de montagem, desmontagem e produção das fitas para a demarcação da área.

TRF-2 nega habeas a Mário Peixoto por danos de mais de R$ 500 mi

Em nota, a Prefeitura do Rio de Janeiro informou que a fiscalização nas praias continua e reforçou que apesar do banho de mar ter sido liberado, a permanência na área para lazer é proibida.

*Estagiário do R7, sob supervisão de  PH Rosa

Últimas