Rio de Janeiro Rio deve testar app para marcação de lugar na areia de Copacabana

Rio deve testar app para marcação de lugar na areia de Copacabana

Projeto prevê marcação de quadrados na areia da praia para grupos de até 4 pessoas. Ação do poder executivo municipal teria apoio da iniciativa privada

Copacabana será alvo de projeto piloto

Copacabana será alvo de projeto piloto

Ricardo Zerrenner|Riotur

A Prefeitura do Rio de Janeiro testará nas próximas semanas um aplicativo para a marcação de espaços na areia da praia na tentativa de evitar aglomerações. O projeto, que teria apoio da iniciativa privada, seria testado inicialmente durante os dias uteis na praia de Copacabana, na orla da zona sul.

Incêndio destrói imóvel histórico na zona portuária do Rio

De acordo com o superintendente de Educação e Projetos da Vigilância Sanitária, Flávio Graça, a ideia é marcar diariamente quadrantes na areia com fitas semelhantes a usadas nas quadras de vôlei de praia. Cada espaço deste poderá comportar até quatro pessoas.

Entre estes quadrantes, a Prefeitura do Rio de Janeiro prevê a criação de corredores para a passagem de ambulantes. Cerca de 30% destes espaços seriam destinados para a marcação via aplicativo, enquanto os 70% restantes seriam ocupados por ordem de chegada.

Graça ressalta que a parte piloto do projeto será determinante para a instalação definitiva do aplicativo. O superintende ainda destaca que tanto a compra das fitas quanto a operação de colocação e remoção das mesmas será custeada pela iniciativa privada.

Atualmente, a Prefeitura do Rio de Janeiro libera a permanência na areia das praias apenas para exercício físico e esportes sem contato, como vôlei e futevôlei. O banho de mar também foi liberado na última semana.

Para o prefeito Marcelo Crivella, é importante encontrar uma forma de viabilizar a ida sem aglomerações, que poderiam acarretar o aumento da proliferação do novo coronavírus pela cidade.

“É uma maneira de manter as pessoas na praia sem ter que aglomerar. Espaçadas. Tem duas maneiras de você ir para a praia: uma é a ordem de chegada - quem chegar primeiro ocupa o espaço na praia -, a outra é reservando por aplicativo.”

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas