Rio de Janeiro Réu por feminicídio em shopping de Niterói (RJ) vai a júri popular

Réu por feminicídio em shopping de Niterói (RJ) vai a júri popular

Matheus Silva matou a facadas Vitórya Mota por um amor não correspondido. Em audiência nesta segunda (2), ele ficou calado 

Matheus dos Santos da Silva foi flagrado por câmeras de segurança

Matheus dos Santos da Silva foi flagrado por câmeras de segurança

CLEVER FELIX / LDG NEWS / ESTADÃO CONTEÚDO - 02.08.2021

Acusado de matar a facadas uma colega de curso técnico na praça de alimentação de um shopping em Niterói, na região metropolitana do Rio, Matheus dos Santos da Silva será levado a júri popular por crime de feminicídio. A decisão foi tomada pela juíza a Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, ao final da audiência de instrução e julgamento nesta segunda-feira (2). Matheus ficou calado na sessão.

Vitórya Melissa Mota, de 22 anos foi assassinada no Plaza Shopping no dia 2 de junho. Os dois frequentavam a mesma turma de um curso técnico de enfermagem, no Senac, no centro de Niterói. De acordo com depoimentos de amigos de turma da Vitórya, Matheus “nutria um amor não correspondido” pela jovem. 

Na audiência, foram ouvidas sete testemunhas relacionadas pelo MPRJ (Ministério Público do Rio), e outras seis indicadas pela defesa do acusado, além de Márcia Maria Mota, mãe de Vitórya, como testemunha do juízo.

“Julgo admissível a pretensão deduzida na denúncia para pronunciar o acusado Matheus dos Santos da Silva, pela prática do delito previsto no artigo 121, §2º, I, III, IV e VI, c/c §2º-A, I e II, do Código Penal, ou seja, o feminicídio com outras três qualificadoras, tendo como vítima Vitórya Melissa Mota", declarou a juíza. A magistrada ainda determinou que o réu continue preso. 

O Ministério Público e a defesa informaram que não irão recorrer da decisão.

Últimas