Rio de Janeiro Rio anuncia plano de vacinação em meio a atraso em entrega de doses

Rio anuncia plano de vacinação em meio a atraso em entrega de doses

Secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, afirmou que a capital fluminense vai receber 231 mil doses da Coronavac

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*

Resumindo a Notícia

  • Prefeitura do Rio detalhou grupos prioritários
  • 1ª etapa da vacinação deve durar quatro dias
  • Primeira fase da campanha não ocorrerá nos postos de saúde
  • Logística afetou chegada das primeiras doses, mas início simbólico da vacinação está mantido

Ainda sem a confirmação do horário da entrega do primeiro lote da vacina Coronavac, a Prefeitura do Rio anunciou nesta segunda-feira (18) o plano de imunização contra a covid-19 para a população carioca.

Paes destacou que vacinação não é o fim da pandemia

Paes destacou que vacinação não é o fim da pandemia

DANIEL RESENDE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO/18.01.2021

Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, na primeira fase, a cidade do Rio vai receber 231 mil doses para imunizar 110 mil pessoas.

O secretário informou que os grupos prioritários na primeira fase são: profissionais de saúde que atuam diretamente com pacientes com covid-19; trabalhadores envolvidos na campanha de vacinação; idosos a partir de 60 anos moradores de instituições de longa permanência públicas e particulares; pessoas acima de 18 anos com deficiência que residam em abrigos e residências inclusivas; e indígenas com terras próprias.

O secretário ressaltou que os profissionais da saúde receberão as doses da vacina onde trabalham e os idosos e pessoas com deficiência serão vacinados onde moram. Isso significa que, em um primeiro momento, não haverá imunizantes disponíveis nos pontos de vacinação.

O processo de vacinação deve começar na próxima terça (19), caso as vacinas cheguem a tempo, e terminar no sábado (23).

"Três, quatro dias. Como são instituições externas às unidades de saúde, pode demorar um pouco mais, um pouco menos... tem um planejamento em relação a isso. Mas a ideia é a de que essa etapa comece no dia 19, se as vacinas chegarem, e se encerre no dia 23", afirmou Daniel Soranz.

A chegada do lote com a vacina estava prevista pelo governo estadual para as 13h desta segunda-feira (18), mas, segundo o prefeito Eduardo Paes, houve problemas com a logística. Paes afirmou que está aguardando o posicionamento do Estado e que o início simbólico da vacinação no Cristo Redentor, às 17h desta segunda, está mantido.

O prefeito Eduardo Paes e o secretário Daniel Soranz relembraram que, mesmo com a chegada da vacina, é preciso que a população continue seguindo as medidas de prevenção à covid-19, como o isolamento social e o uso de máscaras e álcool em gel.

"O início da vacinação não é o fim da pandemia. É uma luz no fim do túnel", disse o prefeito. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas