Rio de Janeiro Rio: após proibição, ônibus urbanos continuam com passageiros em pé

Rio: após proibição, ônibus urbanos continuam com passageiros em pé

Medida determinada pelo Governo do RJ e pela Prefeitura da capital quer diminuir aglomeração da população durante combate ao novo coronavírus

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*, com Record TV Rio

Passageiros em pé vai contra proibição da Prefeitura

Passageiros em pé vai contra proibição da Prefeitura

Lucas Ferreira/R7 Rio/ 18.03.2020

Mesmo após determinação do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Prefeitura do Rio de Janeiro, os ônibus urbanos da capital fluminense continuaram circulando nesta quarta-feira (18) com pessoas em pé. A medida tenta evitar aglomerações no transporte público e frear a disseminação do novo coronavírus.

Morre paciente com suspeita de coronavírus no Rio de Janeiro

O decreto, publicado no Diário Oficial do Estado na última terça-feira (17), estende a orientação para barcas, metrôs e trens. A determinação do Governo do Estado restringe a lotação dos meios de transporte a 50% da capacidade.

Para o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, é uma obrigação para os empresários de ônibus aumentarem o número de coletivos durante o horário de pico. O chefe do poder executivo municipal ainda ressalta a participação dos motoristas no controle da lotação dos veículos.

“O motorista tem o papel principal. Se ele vir pessoas no ponto de ônibus fazendo sinal, mas o veículo já está com todos assentos tomados, por favor, não pare. Vai em frente. Um ou dois passageiros em pé não haverá problemas, mas ônibus lotados serão multados.”

A Prefeitura do Rio também destacou que pedirá aos empresários do Rio de Janeiro que flexibilizem escalas para espaçar o horário de entrada e saída de funcionários, ajudando na redução da lotação dos transportes coletivos da cidade.

RJ restringe circulação de ônibus e cancela viagens para fora do Estado

O último balanço divulgado pela SES-RJ (Secretaria de Estado de Saúde), na noite da última terça, registra 33 casos confirmados do novo coronavírus no RJ, sendo 31 no Rio, um em Barra Mansa e um em Niterói. Duas mortes por problemas respiratórios similares aos causadas pela Covid-19 também estão sendo investigadas no Estado.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Celso Fonseca

Últimas