Rio de Janeiro Rio: atleta ucraniano é esfaqueado por assaltantes em ponto turístico

Rio: atleta ucraniano é esfaqueado por assaltantes em ponto turístico

Alexander Bubenchikov foi atingido no ombro e na coxa, mas não corre perigo de vida; nenhum dos três suspeitos foi preso ou identificado pela Polícia

Atleta ucraniano é esfaqueado por assaltantes em ponto turístico do Rio

Atleta publicou foto com equipe médica

Atleta publicou foto com equipe médica

Reprodução/Facebook

Um turista ucraniano foi esfaqueado duas vezes na última segunda-feira (7) após assalto, na Lapa, região central do Rio de Janeiro. A vítima foi atingida no ombro e na coxa e levou nove pontos, no total.

Alexander Bubenchikov, em suas redes sociais, explicou que tinha visitado a escadaria Selarón, entre os bairros da Lapa e Santa Teresa. Ao sair do local, próximo ao Aqueduto da Carioca, que formam os arcos da Lapa, o turista foi abordado por três homens.

RJ: detento tenta fugir, mas é preso ao passar por outro presídio

“Um ameaçou com uma faca e tentou tirar a mochila, os outros dois esvaziaram meus bolsos”, conta Bubenchikov. “Imediatamente pulei em um táxi e só aí percebi que estava machucado e sangrando bastante – o ombro da camisa estava encharcado de sangue”.

Sem dinheiro para pagar o deslocamento até a emergência, o turista destacou em seu texto nas redes sociais que o taxista não se importou de levá-lo sem ganhar pela corrida.

Bubenchikov foi atendido no Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio. “Os hospitais do Brasil são muito parecidos com os nossos, ao menos o que eu estive. A emergência, por sinal, é gratuita também”.

Apesar do incidente, o turista avaliou positivamente a viagem até o Rio. “Há muitos pensamentos sobre o incidente – tudo precisa ser refletido. No geral, estou satisfeito com a viagem até o Brasil”, concluiu o Bubenchikov.

Com sensação térmica de 45 °C, zoo do Rio refresca animais com picolé

O ucraniano é o vencedor do último campeonato mundial de mergulho livre em piscina na categoria de apneia dinâmica com pé de pato, em Belgrado, na Sérvia. Bubenchikov conquistou a medalha de ouro com a marca de 289 metros nadando por baixo d’água sem respirar.

Em nota, a Polícia Civil informou que a Deat (Delegacia Especial de Apoio ao Turismo) será responsável pelas investigações do caso. A delegacia está procurando testemunhas que ajudem na identificação dos três suspeitos, além de buscar câmeras de segurança na região.

Assista:

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa