Rio: clientes de bar cantam "não vou embora" na presença da polícia

Mesmo com forte fiscalização, clientes não respeitam o uso de máscaras, distanciamento social e horário de funcionamento reduzido na Barra da Tijuca

Imagens mostram clientes debochando da fiscalização no Rio

Imagens mostram clientes debochando da fiscalização no Rio

Reprodução Rede Sociais

Depois que vídeos na zonal sul do Rio de Janeiro chamaram a atenção pelo desrespeito durante o primeiro dia da reabertura dos bares na última quinta-feira (2), foi a vez de clientes na Barra da Tijuca, zona oeste da capital, não obedeceram as orientações de segurança no enfrentamento da covid-19.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais é possivel ver agentes da fiscalização e policiais abordando clientes sem máscaras que cantam "eu não vou embora". Outros filmam a situação e parecem se divertir com a atitude irresponsável.

A Prefeitura do Rio inspecionou mais 26 bares na noite desta sexta-feira (3) e registrou 28 multas. Três bares foram interditados por aglomeração, todos na avenida Olegário Maciel, na Barra da Tijuca. Um bar em Botafogo e outros quatro no Leblon foram infracionados por manterem mesas e cadeiras dispostas de forma irregular.

No total, 127 pontos comerciais foram vistoriados e 99 infrações aplicadas desde a quinta-feira (2). Vale lembrar que os números da noite deste sábado (4) ainda não foram divulgados. As multas variam de R$ 133,73 a R$ 4.457,97, conforme disposto no Código Tributário Municipal.

Balanço total das fiscalizações

A Prefeitura reforça que faz fiscalizações diárias com os órgãos operacionais para conferir se as normas de prevenção e combate à covid-19 estão sendo cumpridas. Em três meses, já são mais de 40 mil estabelecimentos inspecionados com mais de 3.500 multas aplicadas.

Do total das ações, mais de cinco mil foram feitas pela Vigilância Sanitária, resultando em 2.706 infrações (a maioria, por funcionamento em desacordo, como aglomeração, falta de higiene e falta do uso de máscara) e mais de 2 mil notificações a pedestres.