Rio de Janeiro Rio: influenciador Raulzito é indiciado por estupro de menores

Rio: influenciador Raulzito é indiciado por estupro de menores

Polícia Civil enviou inquérito para Ministério Público com representação pela prisão preventiva do indiciado

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola, do R7* com Sylvestre Serrano, da Record TV Rio

A DCAV (Delegacia da Criança e Adolescente Vítima) indiciou o influenciador Raulzito por estupro contra duas crianças no Rio de Janeiro. Raulino de Oliveira Maciel foi preso no dia 27 de julho em Florianópolis, Santa Catarina, após cumprimento de um mandado de prisão preventiva expedido pela 4 ª Vara Criminal de Niterói.

Raulino Maciel, o Raulzito

Raulino Maciel, o Raulzito

Reprodução

A Polícia Civil enviou o inquérito ao Ministério Público com representação pela prisão preventiva porque entende que o abusador representa um risco à sociedade e para garantir a aplicação da lei penal.

O indiciado deixou sua residência no município de São Caetano do Sul, em São Paulo, um dia após o decreto prisional. Ele foi localizado em Florianópolis pela DCAV.

Após a prisão, foram identificadas outras vítimas do abusador: três na Paraíba, três em São Paulo e 1 em Santa Catarina. As Polícias Civis dos Estados brasileiros solicitam para que responsáveis e vítimas denunciem quaisquer abusos praticados por Raulzito.

Investigações dos abusos

As investigações apontam que o gamer fazia contato com os responsáveis das crianças através das redes sociais. Ele ganhava a confiança dos familiares das vítimas e prometia que seus filhos entrariam para o mundo artístico e dos jogos eletrônicos.

Raulzito praticava os atos em seu estúdio em São Paulo e nas residências dos menores. Os perfis das vítimas confirmam que o estuprador em série agiu durante um longo período de tempo.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas