Rio de Janeiro Rio: PM e prefeitura fazem ação contra construções irregulares

Rio: PM e prefeitura fazem ação contra construções irregulares

Operação na Gardênia Azul, zona oeste, mira condomínio de 21 prédios que estava sendo construído de forma clandestina; região é dominada por milícia

Retroescavadeiras demoliram prédios irregulares

Retroescavadeiras demoliram prédios irregulares

Reprodução/Record TV Rio

Uma operação conjunta da Coope (Coordenadoria de Operações Especiais) da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação, em conjunto com a Polícia Militar, é realizada nesta quarta-feira (1º) para reprimir e demolir construções irregulares na comunidade da Gardênia Azul, zona oeste do Rio. A região é dominada pela milícia.

Dois ex-PMs são procurados em operação contra Escritório do Crime

Segundo a pasta, no local, estava sendoconstruído um condomínio clandestino com 21 prédios e aproximadamente 200 apartamentos. Os imóveis desabitados já foram vistoriados, notificados e embargados.

"É uma área de 10.000 metros quadrados, dividida irregularmente em 116 lotes - a maioria já vendido de forma irregular e ilegal. Ou seja, nem 20% da capacidade construtiva tinha sido utilizada. Agimos rápido e cumprimos todos os trâmites administrativos para evitar essa desordem", explicou Sebastião Bruno, chefe da secretaria.

Ainda de acordo com a pasta, as obras na região prosseguiram mesmo com a fiscalização municipal e de várias prisões de responsáveis pelas construções por parte da Polícia Militar. A Gardênia Azul, assim como Rio das Pedras e Muzema, sofre com o poder paralelo da Milícia.

Últimas