Rio de Janeiro RJ: homem que fez ex-companheira refém em lanchonete é denunciado

RJ: homem que fez ex-companheira refém em lanchonete é denunciado

Acusado deve responder por sequestro e cárcere privado, violência doméstica, ameaça e desobediência. Homem foi preso anteriormente por agressões

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Sequestrador manteve vítima em cárcere por quatro horas

Sequestrador manteve vítima em cárcere por quatro horas

Reprodução/Record TV

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) denunciou na última terça-feira (29) o homem que manteve a ex-companheira refém em uma lanchonete da Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro, no dia 4 de setembro. O acusado deve responder por sequestro e cárcere privado, violência doméstica, ameaça e desobediência.

Em denúncia enviada à Justiça do RJ, o MP-RJ declarou que o sequestrador marcou o encontro com a ex-companheira na lanchonete para responsabiliza-la por sua prisão por violência doméstica, em agosto deste ano. O acusado segurou a mulher com uma mata-leão e manteve uma faca contra o pescoço da vítima durante quatro horas.

Segundo o MP-RJ, o sequestrador viveu cerca de um ano com a ex-companheira, em Valença, no sul fluminense. Durante o período, a vítima afirmou que o acusado a agrediu múltiplas vezes com socos, chutes, tapas, além de enforcamentos e ameaças verbais. De acordo com a mulher, seu ex-companheiro acreditava que ela teria um amante.

Em nota, o MP-RJ explicou que o acusado também deve responder por desobediência por não respeitar a ordem do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) de soltar a mulher e os outros funcionários da lanchonete.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas