Rio de Janeiro RJ: Operação Gerais desarticula milícia na região metropolitana

RJ: Operação Gerais desarticula milícia na região metropolitana

Grupo arrecadava mais de R$ 100 mil por mês com venda de gás, TV a cabo e cobrança para segurança em Maricá e São Gonçalo

Combate a milícia no Rio

Operação busca cumprir 23 mandados de prisão

Operação busca cumprir 23 mandados de prisão

Reprodução/Twitter Polícia Civil

Agentes da DH-NSGI (Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí) realizam, nesta segunda-feira (24), a Operação Gerais, contra grupo de milicianos que agem em Maricá e São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro. A operação busca cumprir 52 mandados de busca e apreensão e 23 de prisão. Até o momento, 18 pessoas foram presas na ação.

De acordo com informações da Polícia Civil, o grupo tinha como fonte de renda a extorsão de comerciantes e moradores, oferecendo uma segurança especial nas regiões nas quais atuavam. Assim como milícias em outros lugares do Estado, esta organização também arrecadava dinheiro com a venda de gás e serviços ilegais de TV a cabo.

As investigações começaram em janeiro deste ano, a partir de inquéritos de homicídios na área de Neves, bairro de São Gonçalo. As informações apontavam para a prática de uma nova organização criminosa na região.

Em nota, a Polícia Civil afirmou que o grupo de milicianos passava a ter o controle de seus territórios pela morte de traficantes e assaltantes que possuíam um prévio domínio na região. As extorsões do grupo podiam chegar até R$ 12 mil por estabelecimento, totalizando R$ 100 mil por mês.

Com ramificações também em Maricá, o MP-RJ (Ministério Público) afirmou que os grupos realizavam execuções para demonstrar força aos moradores e comerciantes das regiões em que atuavam. Um dos investigados pela Justiça é suspeito de ser mandante da morte de cinco jovens em março deste ano. Segundo o MP-RJ, a ação foi ordenada pelos mortos serem usuários de drogas.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Raphael Hakime