Rio de Janeiro RJ: Polícia encontra suposto carro usado na morte de cabo eleitoral

RJ: Polícia encontra suposto carro usado na morte de cabo eleitoral

Veículo branco foi flagrado por câmeras de segurança da rua onde Renata Castro morava pouco antes de a vítima ser atingida por 14 tiros

  • Rio de Janeiro | Do R7, com RecordTV Rio

A polícia encontrou o suposto carro usado no assassinato da cabo eleitoral Renata Castro em Magé, na Baixada Fluminense, em um local usado para desmanche na sexta-feira (31).

Carro flagrado por câmeras foi abandonado

Carro flagrado por câmeras foi abandonado

Record TV Rio

O veículo branco foi flagrado por câmeras de segurança da rua onde Renata Castro morava, pouco antes de a vítima ser atingida por 14 tiros.

As imagens mostram ainda o momento em que um ocupante desembarca do automóvel. 

Na véspera do crime, a cabo eleitoral denunciou à Polícia Federal que havia recebido ameaças de morte.

A PF declarou que atua no caso de forma coordenada com a Justiça Eleitoral, mas que o inquérito sobre a morte de Renata é de responsabilidade da Polícia Civil.

Renata trabalhava para família Cozzolino, que já esteve à frente da Prefeitura de Magé por cerca de duas décadas. Nas redes sociais, ela criticava a atual gestão municipal.

O Portal dos Procurados divulgou um cartaz no qual pede informações à população sobre os autores do crime na tentativa de colaborar com as investigações da DHBF (Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense).

De acordo com a Record TV Rio, Magé já liderou o ranking de mortes no país por motivação política. O município registrou 14 mortes - entre eles vereadores, assessores, candidatos e vice-prefeita - em 15 anos.

Últimas