Rio de Janeiro RJ: “Se eles deram o tiro, algum alvo eles viram”, diz mãe de Emilly

RJ: “Se eles deram o tiro, algum alvo eles viram”, diz mãe de Emilly

A criança de 5 anos e a prima Rebeca, de 7 anos, foram mortas enquanto brincavam na porta de casa em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

A mãe de Emilly, Ana Lúcia Moreira, afirmou que a irmã avistou um carro da polícia momentos antes do tiroteio que matou sua filha de 5 anos e a prima Rebeca, de 7 anos, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na sexta-feira (4). As meninas brincavam na porta de casa no momento em que foram atingidas.

Rebeca e Emily foram mortas enquanto brincavam

Rebeca e Emily foram mortas enquanto brincavam

Montagem / R7

“Conforme eles passaram, eles deram o tiro. Se eles deram o tiro, algum alvo eles viram.”, disse Ana Lúcia, em entrevista à Record TV Rio.

No entanto, a mãe não sabe dizer se havia algum suspeito próximo. Segundo ela, a movimentação dos moradores para ajudar as crianças foi intensa.

Emilly Victoria Silva dos Santos foi baleada na cabeça e a prima Rebeca Beatriz Rodrigues dos Santos, no tórax.

Polícia Federal investiga propinas na construção do metrô do Rio

O enterro das duas ocorreu no sábado (5) no Cemitério Nossa Senhora das Graças, também na Baixada Fluminense. Emilly que completaria 5 anos no dia 23 de dezembro foi enterrada com o vestido que usaria na festa.

Neste domingo (6), parentes e amigos fizeram um protesto na praça Raul Cortez, em Duque de Caxias, para pedir justiça pela morte das meninas. Aos gritos de "vidas negras importam", os manifestantes iniciaram uma caminhada e disseram que não havia operação quando as crianças foram baleadas.

Em nota, a PM afirmou que “não houve disparos por parte dos policiais militares” e que os agentes estavam em patrulhamento quando ouviram disparos de arma de fogo.

Apesar disso, a DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense) apreendeu os cinco fuzis e cinco pistolas para realizar confronto balístico. Os policiais envolvidos na ação já foram ouvidos.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas