Eleições 2022

Rio de Janeiro RJ substitui urnas eletrônicas nas primeiras horas de votação

RJ substitui urnas eletrônicas nas primeiras horas de votação

Por volta das 17h, mais de 461 equipamentos já haviam sido trocados, segundo informações do TRE-RJ

Urnas eletrônicas foram substituídas no estado do Rio

Urnas eletrônicas foram substituídas no estado do Rio

Abdias Pinheiro/ SECOM / TSE

Subiu para 461 o número de urnas eletrônicas que precisaram ser substituídas durante o primeiro turno das eleições, neste domingo (2), no Rio de Janeiro. O número representa 1,35 % das seções eleitorais no estado, segundo o boletim  divulgado pelo (Tribunal Regional Eleitoral do Rio), por volta das 17h.

Já nas primeiras horas, houve a necessidade de substituição de cerca de 60 equipamentos. Pela manhã, a maior concentração de ocorrências havia ocorrido em Niterói, na região metropolitana, segundo o presidente do TRE-RJ, desembargador Elton Leite.

Mais de 34 mil urnas eletrônicas foram disponibilizadas para o estado, que é o terceiro maior colégio eleitoral do país. Quase 13 milhões de fluminenses estão aptos a votar.

Filas para votação

undefined

Durante uma entrevista coletiva, o presidente do TRE-RJ também comentou as longas filas que se formaram nos locais de votação. O desembargador Elton Leite negou que tenha ocorrido uma redução do número de seções em 2022. 

"O que estamos percebendo é esse conjunto de fatores. De um lado, o comparecimento em massa do eleitor, o que é muito positivo. E de outro, a questão da biometria associada à falta de anotação dos números de candidatos, o que retarda o voto. É o que temos detectado aqui, o que vai sendo corrigido aos poucos à medida que os trabalhos avancem", disse. 

No maior local de votação da capital, em um centro de convenções no bairro da Cidade Nova, na região central, muitos eleitores reclamaram da espera que chegava até uma hora. 

Últimas