Rio de Janeiro STJ autoriza soltura de ex-secretário Estadual de Saúde do RJ

STJ autoriza soltura de ex-secretário Estadual de Saúde do RJ

Edmar Santos foi preso em uma operação do MP-RJ que investigou desvio de verbas em compras de equipamentos para o enfrentamento da pandemia

  • Rio de Janeiro | Do R7, com RecordTV Rio

Edmar Santos está preso em batalhão da PM

Edmar Santos está preso em batalhão da PM

Reprodução / Agência Brasil

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou a soltura do ex-secretário Estadual de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos nesta quinta-feira (6). Ele deixou a unidade 

Santos foi preso em 10 de julho em uma operação do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) que investigou desvio de verbas em compras de equipamentos para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus no Estado.

No entanto, a PGR (Procuradoria Geral da República) entrou com um pedido de liberdade para o ex-secretário por entender que inquéritos relacionados à ação já são investigados pela Operação Placebo, que tem o governador Wilson Witzel como alvo, na esfera federal.  

Na decisão, o ministro Benedito Gonçalves determinou ainda que todos os procedimentos relacionados a desvio de recursos no combate à covid-19 sejam encaminhados ao STJ.

Edmar Santos, que é tenente-coronel da Polícia Militar, está há quase um mês em uma unidade prisional da corporação em Niterói, na Região Metropolitana.

A ação que prendeu o ex-secretário também apreendeu cerca de R$ 8,5 milhões em espécie, incluindo moedas estrangeiras.

A defesa de Edmar Santos ainda não se manifestou.

Veja como foi a saída do ex-secretário da prisão:

Últimas