Rio de Janeiro TJ-RJ aceita denúncia contra youtuber Karol Eller por briga em praia

TJ-RJ aceita denúncia contra youtuber Karol Eller por briga em praia

Produtora de conteúdo e namorada acusaram homem de injúria por homofobia e lesão corporal, mas investigações apontam mentiras em depoimentos

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Karol Eller teria mentido em depoimento, afirma polícia

Karol Eller teria mentido em depoimento, afirma polícia

Reprodução/Redes Sociais

O TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) aceitou na última sexta-feira (24) a denúncia do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) contra a youtuber Karol Eller e a namorada por denunciação caluniosa e porte ilegal de arma de fogo. A produtora de conteúdo ainda responderá por lesão corporal, causada durante a mesma confusão, na praia da Barra da Tijuca, no final de 2019.

Na época, Karol e a namorada foram até a Polícia Civil e prestaram depoimento dizendo que a briga foi motivada por um caso de homofobia de um homem contra o casal. Após a discussão, os envolvidos trocaram socos, que teriam causado lesões na youtuber.

Entretanto, as investigações apontam que as lesões que levaram a polícia a indiciar o outro envolvido na confusão por excesso de legítima defesa foram consequência de um tombo que Karol levou sozinha. Segundo a Polícia Civil, os investigadores chegaram a esta conclusão após o exame de corpo de delito.

De acordo com o MP-RJ, Karol enviou um áudio a um jornalista em que confessava em que nenhum momento o homem se dirigiu a ela com ofensas homofóbicas. Dias após o incidente, a Polícia Civil já havia descartado a hipótese de homofobia e afirmava que a youtuber teria iniciado as agressões.

Prefeitura do Rio busca novas maneiras de fazer o réveillon

Em nota, o MP-RJ informou que pediu o arquivamento da denúncia contra o homem e alegou que as imagens das câmeras de segurança do local onde ocorreu a confusão mostra que o rapaz agiu em legítima defesa.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Celso Fonseca

Últimas