Rio de Janeiro Três fuzis foram apreendidos em operações na zona norte do Rio

Três fuzis foram apreendidos em operações na zona norte do Rio

Número de fuzis recolhidos em 2019 já chega a 382; a marca iguala as apreensões de armas deste porte durante todo o ano de 2017

O número de fuzis recolhidos em 2019 já chega a 382

O número de fuzis recolhidos em 2019 já chega a 382

Divulgação/PC-RJ

Três fuzis foram apreendidos em ações distintas na zona norte do Rio de Janeiro na última quarta (11). As armas foram recolhidas durante operações conjuntas realizadas em favelas do Complexo da Penha e na Cidade Alta, em Cordovil, por equipes do COE (Comando de Operações Especiais) , CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora) e do 16 BPM (Olaria).

RJ: ação tenta desarticular quadrilha de roubo de combustíveis em Caxias

No Complexo da Penha, policiais das unidades do COE entraram em confronto com suspeitos da região. Um homem morreu e outros dois, com mandado de prisão em aberto, foram presos. Foram apreendidos 2  fuzis, uma pistola, 2 rádios transmissores, 118 kg de maconha, 16 kg de cocaína, 5.095 trouxinhas de maconha, 547 vidros de loló, 372 pinos de cocaína e materiais de endolação de drogas.

A 4 km, na favela da Cidade Alta, em Cordovil, PMs do 16° BPM  também  entraram em confrontos com suspeitos.  Na ocorrência, dois homens foram atingidos e levados para o Hospital Estadual de Getúlio Vargas e outros dois foram presos. Os policiais recolheram um fuzil, 5 granadas, munições e drogas não identificadas.

As ocorrências foram encaminhadas para a 22ª DP (Penha) e para Divisão de Homicídios da Capital.

Número de fuzis apreendido já marca recorde 

Segundo a Secretaria de Estado de Polícia Militar, o número de fuzis recolhidos em 2019 já chega a 382. A marca iguala o número de apreensões de armas deste porte durante todo o ano de 2017, quando foi estabelicido o recorde desta década.

O alto número de fuzis recolhidas é devido aos 117 encontrados na casa de um homem identificado como Alexandre Mota, no Méier, zona norte do Rio de Janeiro. Mota foi preso a partir de um dos 34 mandados de prisão realizados em março, o homem é um dos suspeitos de assasinar a deputada Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. 

*Estagiário do R7, sob supervissão de PH Rosa