Rio de Janeiro Três homens são mortos durante operação na zona oeste do Rio

Três homens são mortos durante operação na zona oeste do Rio

Polícia Militar realizou ação na região da Praça Seca após intenso confronto entre milicianos e traficantes assustar moradores

  • Rio de Janeiro | Isabela Afonso, do R7*

Três pessoas morreram durante tiroteio na Praça Seca

Três pessoas morreram durante tiroteio na Praça Seca

Reprodução / RecordTV

Três homens morreram durante uma operação da Polícia Militar para conter um confronto entre o tráfico de drogas e a milícia em comunidades da Praça Seca e do Tanque, na zona oeste do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (8). 

A Delegacia de Homicídios da Capital investiga o caso. Em nota, a Polícia Civil informou ter feito uma perícia no local e encaminhado os corpos ao IML (Instituto Médico Legal).  Um deles seria do traficante conhecido como "DG", segundo informações da Record TV Rio.

Até o momento, a ação da PM apreendeu dois fuzis, duas pistolas, duas granadas, roupas camufladas e cadernos de anotações nas comunidades do Barão, Bateau Mouche, Caixa D’Água e Convanca. O patrulhamento foi reforçado na região. 

A operação contou com o apoio do Bac (Batalhão de Ações com Cães), Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), Recom (Rondas Especiais e Controle de Multidões ) e Gam (monitoramento aéreo do Grupamento Aeromóvel). 

Na madrugada, um intenso tiroteio pôde ser ouvido de bairros vizinhos, como a Taquara. Assustados, moradores dos morros do Barão e do Fubá filmaram dezenas de homens armados com fuzis correndo pelas ruas das comunidades.

O helicóptero da Record TV Rio também flagrou suspeitos na mata.

Confrontos na Praça Seca

Nos últimos anos, a Praça Seca foi cenário de dezenas de confrontos entre milicianos e traficantes. A região é disputada intensamente por grupos paramilitares, que atualmente dominam as favelas do bairro. Informações preliminares indicam que o tiroteio desta quarta foi uma tentativa de traficantes de retomar o controle das comunidades.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas