Rio de Janeiro Vídeo mostra PMs executando suspeitos em frente à escola, na zona norte do Rio

Vídeo mostra PMs executando suspeitos em frente à escola, na zona norte do Rio

Dentro da Escola Daniel Piza, menina de 13 anos foi morta atingida por tiro de fuzil

Vídeo mostra PMs executando suspeitos em frente à escola, na zona norte do Rio

Vídeo mostra policiais atirando em suspeitos caídos no chão

Vídeo mostra policiais atirando em suspeitos caídos no chão

Reprodução Record TV

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra dois policiais militares executando dois homens caídos no chão em frente a Escola Municipal Daniel Piza, na Pavuna, zona norte do Rio. O registro foi feito na tarde desta quinta-feira (30), após uma operação do Batalhão de Irajá (41º BPM) na Favela de Acari. A ação deixou também uma adolescente, de 13 anos, morta. Maria Eduarda foi atingida durante uma aula de educação física dentro a Escola Daniel Piza. A menina não resistiu e faleceu no local.

As informações divulgadas inicialmente pela Polícia Militar, informavam que os dois homens haviam sido mortos durante confronto com policiais do Batalhão de Irajá. Ainda segundo a nota, a unidade foi acionada "para intervir em ação de marginais que estavam praticando crimes na rua Prefeito Sá Lessa, Fazenda Botafogo, próxima ao Rio Acari". Houve confronto, com a chegada dos policiais, segundo a nota.

Poucas horas após a ação, o registro da morte dos suspeitos viralizou na internet. O vídeo mostra dois policiais se aproximando de dois suspeitos caídos no chão, na calçada da Escola Daniel Piza. Nas imagens é possível ver um dos agentes retirando uma arma, que parece ser um fuzil, de perto de um dos suspeitos. As armas em posse dos PMs também aparentam ser fuzis. Segundo informações preliminares, Maria Eduarda foi atingida por disparos deste modelo de arma.

Segundo a Polícia Militar, com os dois suspeitos foram apreendidas uma pistola e um fuzil.

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar comentou o caso e disse que "o Comando da Corporação teve conhecimento do vídeo que circula nas redes sociais e mostra a atuação de policiais militares na área da Fazenda Botafogo na tarde dessa quinta-feira (30). Em virtude do que é exposto, o Comandante Geral determinou que a Corregedoria Interna da Polícia Militar assuma a apuração da flagrante ilegalidade e assim responsabilize os envolvidos".

Os dois policiais, que aparecem na gravação, estão presos administrativamente. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Militar Judiciária (2ª DPJM).

Nos dois primeiros meses deste ano, foram registrados 188 homicídios decorrentes de intervenção policial no Estado do Rio. Deste total, 19% teriam ocorrido na área de atuação do Batalhão de Irajá.

Assista 24 horas à programação da Record TV no celular, computador ou tablet

Veja Vídeo: