São Paulo ‘Afilhado’ de Gegê é assassinado a tiros de fuzil em frente a hotel de SP

‘Afilhado’ de Gegê é assassinado a tiros de fuzil em frente a hotel de SP

Imagens de câmera de segurança mostram o momento do crime. O caso está sendo registrado no 31º DP e será investigado pelo DHPP

‘Afilhado’ de Gegê é assassinado a tiros de fuzil em frente a hotel de SP

Um homem apontado como uma das lideranças da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e que teria sido 'apadrinhado' no crime por Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, foi assassinado a tiros de fuzil na noite desta quinta-feira (22), no Jardim Anália Franco (zona leste de São Paulo).

Wagninho foi assassinado em frente a hotel em SP

Wagninho foi assassinado em frente a hotel em SP

Reprodução

O R7 confirmou, no local da ocorrência, que a vítima é Wagner Ferreira da Silva, conhecido como Wagninho, 32 anos. Ele é considerado pela polícia como o líder do tráfico de drogas no Guarujá (litoral paulista).

Imagens de câmera de segurança do Hotel Blue Tree Towers gravaram o momento do crime. Na filmagem, a vítima aparece correndo da rua para a calçada do hotel, seguida por dois homens. O que vem logo atrás da vítima, armado de fuzil, efetua vários disparos na cabeça do homem caído.

A reportagem confirmou com o estabelecimento que as filmagens e informações do hotel já foram fornecidas aos policiais civis. O hotel já foi usado como concentração para o time do Corinthians.

A polícia investiga se há alguma ligação entre esse crime e os assassinatos de Gegê do Mangue e Fabiano Alves de Souza, o Paca, no dia 16 de fevereiro, na reserva indígena de Aquiraz, a 30 quilômetros de Fortaleza, no Ceará.

As investigações devem apurar se Wagninho participou das mortes de Gegê do Mangue e Paca ou se também foi morto, assim como os dois, por suspeita de desviar dinheiro da facção criminosa.

Cartucho de fuzil usado para matar Wagner Ferreira da Silva, na zona leste de SP

Cartucho de fuzil usado para matar Wagner Ferreira da Silva, na zona leste de SP

Reprodução

Segundo a Polícia Civil, o caso está sendo registrado no 31º DP (Vila Carrão), mas deve seguir para o DHPP (Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa) dar continuidade às investigações. As equipes das duas delegacias estão no local.

    Access log