Ato contra reajuste de passagens tem confusão no Metrô de SP

Manifestantes se concentraram dentro da estação Trianon-Masp do Metrô após a forte chuva que atingiu a região central da capital

Grupo de black blocs invadiu a Estação Trianon-Masp

Grupo de black blocs invadiu a Estação Trianon-Masp

Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo – 7.1.2019

A manifestação do MPL (Movimento Passe Livre) contra o reajuste das tarifas de ônibus e metrô de São Paulo teve confusão na estação Trianon-Masp do Metrô nesta terça-feira (7).

O ato, que começou na Prefeitura por volta de 17h e seguiu depois para a Avenida Paulista, acabou se concentrando dentro do Metrô, após a forte chuva que atingiu a região.

Após caminhar em direção à Consolação, alguns manifestantes furaram o cerco da PM e passaram a ocupar as faixas no sentido Paraíso.

Leia mais: Doria aumenta tarifa de Metrô e CPTM para R$ 4,30 em SP

Um grupo de black blocs correu para invadir a Estação Trianon, do Metrô, e foi seguido pela polícia, por volta das 19h30. Houve princípio de tumulto e correria. Depois os agentes conseguiram bloquear as entradas.

A chuva forte que caiu na Paulista por volta de 20h30 deu fim à manifestação na rua. Os ativistas entraram no Metrô e o ato seguiu dentro da estação. Policiais do Choque se posicionaram na frente das catracas para ninguém pular. Houve um princípio de empurra-empurra e confusão. Policiais anunciavam com megafones que a estação seria esvaziada.

Ativistas entraram no Metrô e o ato seguiu dentro da estação

Ativistas entraram no Metrô e o ato seguiu dentro da estação

Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo - 7.1.2019