Bancário é preso acusado de atropelar e matar idoso em SP

Gerente de vendas Américo Kerestes, de 63 anos, lavava o carro na frente de casa, na manhã de sábado, quando foi atingido pelo veículo

Imagem do idoso na frente de casa antes de ser atropelado

Imagem do idoso na frente de casa antes de ser atropelado

Reprodução

O bancário Adauto Flávio Vento Neto, de 28 anos, foi preso por policiais militares depois de atropelar e matar o gerente de vendas Américo Kerestes, de 63 anos, que lavava o carro na frente de casa, na manhã de sábado (19), na Rua Francisco Pedro Do Amaral, 199, Jaguaré, na zona oeste da capital.

Policiais militares estavam em patrulhamento, quando viram o carro do bancário, um Honda Fit, atropelar a vítima, às 8h40.

Depois de atropelar o gerente de vendas, o motorista tentou fugir, mas bateu o seu veículo em um caminhão, estacionado na rua Sofia Bernardi. O bancário estava acompanhado de uma doméstica, de 26 anos, que, em depoimento, disse ter conhecido o bancário na saída de um baile funk, na rua Três Arapongas, Jaguaré, onde pegou uma carona para casa.

Segundo o boletim de ocorrência, registrado no 91º Distrito Policial (Jaguaré), o indiciado apresentava sinais de embriaguez. Ele foi preso em flagrante por homicídio culposo na direção de veículo e fuga de local de acidente.

O corpo de Américo Kerestes foi enterrado neste domingo (20), no Cemitério de Barueri.

Adauto Flávio Vento Neto está detido na carceragem do 31º Distrito Policial, da Vila Carrão, pois tem ensino superior. Ele vai aguardar pela audiência de custódia, que determinará se ele será transferido a um CDP (Centro de Detenção Provisória), na segunda-feira (20).