São Paulo Caso Gabrielle: polícia investiga se namorado envenenou grávida

Caso Gabrielle: polícia investiga se namorado envenenou grávida

Pai da criança, parceiro da jovem de 17 anos que está em UTI em Guarulhos é considerado suspeito e deve prestar depoimento nos próximos dias

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

A jovem Gabrielle Carvalho Santos, de 17 anos, grávida de 2 meses, está internada em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, desde o dia 26 de agosto. A polícia investiga se ela foi vítima de envenenamento. O principal suspeito é o namorado dela, pai da criança. As informações são da Record TV.

Leia também: Caso Edson: amigo do empresário e outros dois suspeitos são presos

O laudo que pode confirmar a hipótese ainda não foi liberado para a polícia. O parceiro da jovem foi intimado e deve prestar depoimento nos próximos dias.

Delegado (à esquerda) comenta as investigações do caso Gabrielle

Delegado (à esquerda) comenta as investigações do caso Gabrielle

Reprodução/Record TV

A garota foi internada três horas depois de ir a um bar com amigos e a irmã do namorado e tomar um caldo de mocotó que, segundo a família, teria veneno de rato. O caso foi inicialmente considerado uma tentativa de suicídio, mas pode passar a ser considerado uma tentativa de homicídio. Nenhuma hipótese pode ser descartada, afirma um dos delegados responsáveis pelo caso, João Blasi.

Veja também: Estelionatários que levavam vida de luxo são presos em SP

Parentes da jovem acreditam que já tenham tentado envenená-la antes. Gabrielle passou muito mal após sair da casa do namorado quatro dias antes do ocorrido no bar. Em um áudio enviado pela irmã do namorado de Gabrielle no dia 22 de agosto, a cunhada se mostra preocupada com ela. A jovem havia passado muito mal na casa dos dois irmãos.

Um outro fato suspeito é que o nome da cunhada não aparece no primeiro boletim de ocorrência. No entanto, o nome de uma outra pessoa, que não estava no bar, está registrado.

Leia também: Celular com vídeo de assassinato provoca prisão de suspeito em SP

Uma testemunha, próxima da jovem e do namorado, passou ao Cidade Alerta informações sobre a relação do casal. Segundo a testemunha, o pai do bebê já havia tentado obrigar a jovem a tomar um chá abortivo. "Ele falou que se ela não tomasse o chá pra colocar isso pra fora... E não falou bebê ... Falou ‘isso’... Ele ia colocar pela boca", revela a testemunha.

Ainda de acordo com esse relato, o namorado de Gabrielle sempre foi agressivo com ela. Ele ainda manteria um outro relacionamento. “Ele é um homem violento.Todos no bairro sabem e tem medo de denunciar.”

Veja também: Onça invade fundo de UBS e assusta moradores no interior de São Paulo

A reportagem da Record TV tentou contato rapaz, de 23 anos, com a irmã dele, que era amiga da vítima, e com a mãe dos dois. Ninguém quis gravar entrevista. Os perfis dos dois irmãos em uma rede social foi apagado.

Confira tudo o que se sabe sobre a investigação do caso Gabrielle:

Últimas