São Paulo Cinemateca: MP-SP apura se estado e prefeitura foram negligentes

Cinemateca: MP-SP apura se estado e prefeitura foram negligentes

Inquérito civil foi instaurado na última quarta-feira (4) para investigar falha na fiscalização das instalações e do acervo

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Reuters

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) instaurou inquérito civil na última quarta-feira (4) para apurar se houve negligência da prefeitura de São Paulo e do governo estadual na fiscalização das instalações e do acervo da Cinemateca Brasileira, na Vila Leopoldina, na zona oeste da capital.

No final de julho, um incêndio de grandes proporções atingiu um dos galpões da Cinemateca, destruindo registros históricos de filmes antigos, documentos raros, equipamentos, fotografias.

O inquérito foi instaurado pelo promotor de Justiça, Paulo Destro. De acordo com a portaria, o prédio da Cinemateca estava em situação de abandono, sem manutenção e não possuía o auto de vistoria do Corpo de Bombeiros.

"A possível omissão do estado de São Paulo e do município de São Paulo em atividades de preservação das instalações da Cinemateca Brasileira trouxe além do risco de incêndio previsível, a insegurança para os funcionários e os frequentadores deste instituto", afirma o documento.

Últimas