São Paulo Comitê de Blitz autua 58 comércios neste final de semana em SP

Comitê de Blitz autua 58 comércios neste final de semana em SP

Foram os primeiros estabelecimentos autuados em flagrante, após anúncio da fase emergencial no estado, nesta segunda-feira (15)

  • São Paulo | Do R7

Fase emergencial passa a valer nesta segunda-feira (15), em todo o estado

Fase emergencial passa a valer nesta segunda-feira (15), em todo o estado

Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Ao menos 58 estabelecimentos comerciais foram autuados por descumprirem as regras de recomendação contra a disseminação do novo coronavírus entre a sexta-feira (12) e domingo (14), na cidade de São Paulo. 

Foram os primeiros estabelecimentos autuados em flagrante, após o anúncio da fase emergencial do Plano SP, na sexta-feira. A medida entrou em vigor nesta segunda-feira (15).

O Comitê de Blitz foi criado para reforçar o trabalho de fiscalização na capital e o cumprimento das regras previstas no Plano SP. O foco é coibir festas clandestinas e aglomerações em estabelecimentos comerciais irregulares.

O trabalho envolve a atuação da GCM (Guarda Civil Metropolitana) e da Covisa (Coordenadoria da Vigilância Sanitária), além da Vigilância Sanitária, do Procon e das polícias Civil e Militar.

A Vigilância Sanitária inspecionou 76 estabelecimentos, dos quais 15 deles foram autuados. As ações ocorreram nos bairros Vila Nova Conceição, Capão Redondo, Ibirapuera, Paraíso, Vila Mariana, Jaguaré, Freguesia do Ó, Pompeia, Perdizes, Vila Olímpia, Centro/ República, Brooklin, Alto de Pinheiros e Panamby.

O Procon-SP vistoriou 434 estabelecimentos comerciais nos bairros do Butantã, Vila Suzana, Jardim Londrina, Morumbi, Vila Andrade, Vila Mariana, Chácara Inglesa, Bosque da Saúde, Mirandópolis, Praça da Árvore, Vila Prudente, Vila Lúcia, Vila Alpina, Vila Califórnia, Vila Independência, Vila Ema, Vila Celeste, Água Rasa, Parque da Mooca, Tatuapé e Estrada de Itapecerica. Do total, 29 locais foram autuados.

A Covisa foi responsável pela vistoria em outro 33 estabelecimentos, dos quais 11 foram fechados, dois foram interditados e um teve a função de delivery retirada.

Últimas