São Paulo Corregedoria da PM de SP investiga conduta de policiais na zona sul

Corregedoria da PM de SP investiga conduta de policiais na zona sul

Jovem foi atingido por bala de borracha dentro de casa. PM alega que policiais foram hostilizados ao dispersar multidão com uso de gás de pimenta

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Jovem foi atingido por disparo dentro de casa com crianças

Jovem foi atingido por disparo dentro de casa com crianças

Reprodução

A Corregedoria da Polícia Militar investiga a conduta de policiais durante uma dispersão, no bairro Jardim Colina, na zona sul da capital paulista, na noite da última quinta-feira (18). Na ação, pelo menos um jovem ficou ferido com um tiro de bala de borracha.

Leia mais: Jovem desmaia após ser asfixiado por policial militar em São Paulo

A Polícia Militar informou que recebeu quatro acionamentos para perturbação do sossego e aglomeração no endereço a partir das 20h30. Segundo a corporação, jovens estavam jogando futebol em uma praça. Carros com som alto também estavam estacionados na área. 

Chegando no local, os policiais afirmaram que foram hostilizados e agredidos, com paus, pedras, chutes e socos por populares, sendo necessário o uso de técnicas de controle de multidões como gás de pimenta e bala de borracha.

Veja também: Moradores da zona leste denunciam baile funk e aglomeração em SP

Entretanto, um vídeo gravado por um morador, que a Agência Record teve acesso, mostra um policial arrombando o portão de uma casa, enquanto o autor das imagens grita "aqui tem família".

Segundo os moradores, os policiais teriam entrado no imóvel derrubando objetos e móveis, além de ter jogado bomba de efeito moral no interior da residência.

Leia ainda: Facção teria determinado execução de PMs após morte de jovem em SP

Em um segundo vídeo, é possível ver o interior da sala e da cozinha revirados. "Chegou jogando bala de borracha aqui dentro, spray de pimenta", relatou a moradora enquanto reclamava do forte cheiro.

Durante a ação de dispersão da multidão, pelo menos um jovem ficou ferido com um disparo de bala de borracha. O rapaz relatou que tomou um tiro dentro de casa, mesmo na presença de várias crianças.

Veja mais: PM é morto a tiros de fuzil no Jardim Helena, zona leste de São Paulo

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que a PM foi chamada após denúncias de disparos de arma de fogo durante um evento na região do Jabaquara. No local, os policiais foram hostilizados e agredidos, com paus, pedras, chutes e socos por populares, sendo necessário o uso de técnicas de controle de multidões. Dois agressores foram detidos e encaminhados ao 16° DP (Vila Clementino).

Foi instaurado um inquérito policial militar para apurar as circunstâncias dos fatos. Os depoimentos tiveram início no dia 19 e a Corregedoria da PM acompanha o caso.

Últimas