São Paulo Costela quebrada e queimaduras de cigarro: polícia investiga mãe e padrasto após morte de bebê

Costela quebrada e queimaduras de cigarro: polícia investiga mãe e padrasto após morte de bebê

Vítima chegou sem vida a hospital, com hematomas e sinais de maus-tratos. Suspeitos foram liberados após depoimento

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Mãe e padrasto foram liberados da delegacia após prestarem depoimento

Mãe e padrasto foram liberados da delegacia após prestarem depoimento

Reprodução/Prefeitura de Atibaia

A Polícia Civil investiga, em Atibaia (SP), a morte de um bebê com sinais de maus-tratos. A mãe da criança e o padrasto são suspeitos de cometer o crime contra Douglas Junio, de 1 ano e 6 meses.

Segundo o boletim de ocorrência, Douglas foi levado sem vida à Santa Casa da região e apresentava sinais de agressões antigas: uma costela quebrada, queimaduras de cigarro e hematomas pelo corpo.

Familiares mantiveram Jaqueline, a mãe do menino, e Alessandro, o padrasto, no local até a chegada dos policiais.

Em depoimento, Alessandro, de 22 anos, deu mais de uma versão sobre a morte do enteado. Em uma delas disse que ouviu a companheira relatar que havia derrubado a criança. A jovem, de 17 anos, o desmentiu.

Como não havia testemunhas presenciais e a causa da morte ainda não tinha sido definida – a Polícia Civil espera o resultado dos exames sobre o óbito –, os dois foram liberados da delegacia, o que revoltou a família do pai da vítima.

Últimas