São Paulo Crianças são enterradas quase quatro meses após morte em SP

Crianças são enterradas quase quatro meses após morte em SP

IML teve dificuldade para confirmar identidade das três vítimas de incêndio por causa do estado dos corpos carbonizados

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Vítimas eram da mesma família – duas irmãs e um primo

Vítimas eram da mesma família – duas irmãs e um primo

Reprodução/Record TV

Quase quatro meses após o óbito, os corpos de três crianças vítimas de incêndio na Vila Guilherme, zona norte de São Paulo, finalmente foram identificados pelo IML (Instituto Médico Legal) e puderam ser enterrados, às 15h30 desta quinta-feira (28), no cemitério do Araçá. 

Duas das vítimas eram irmãs, de 5 e 2 anos, e a outra criança era um primo, também com 2 anos. Os três estavam junto da família em uma casa que pegou fogo no dia 2 de julho. Oito equipes dos bombeiros foram deslocadas para combater o incêndio. 

Em nota, a Superintendência da Polícia Técnico-Científica afirmou que a identificação levou meses por causa do estado dos corpos carbonizados. "Após a realização de todos os procedimentos necessários e legais, os laudos foram emitidos, dando a identificação legal necessária, e os corpos foram liberados aos familiares", informou o órgão. 

Últimas