São Paulo Crise: nível do Sistema Cantareira cai para 14,3%

Crise: nível do Sistema Cantareira cai para 14,3%

No mesmo período do ano passado, reservatório estava com 61,4% de água

  • São Paulo | Do R7

Nível do Sistema Cantareira bate mais um recorde negativo

Nível do Sistema Cantareira bate mais um recorde negativo

Paulo Whitaker/Reuters/20.02.2014

Após atingir o pior nível de abastecimento da história com 14,5% da capacidade, o volume de água do Sistema Cantareira continua caindo. Nesta terça-feira (25), o nível chegou a 14,3%, segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). No mesmo período do ano passado o Cantareira contava com 61,4% de água.

estiagem histórica que atinge São Paulo ameaça o abastecimento de água da população na capital e na região metropolitana. Como alternativas para evitar o racionamento de água na Grande São Paulo e na capital paulista, o governo corre para finalizar obras que vão utilizar o chamado "volume morto" das represas.

Além disso, o governo antecipou a apresentação de um projeto previsto para 2020: a interligação de duas represas, uma integrada ao Sistema Cantareira e outra no rio Paraíba do Sul, no Vale do Paraíba. Se autorizadas pela ANA (Agência Nacional de Águas) e pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), as obras poderiam começar em até quatro meses e durariam 14 meses. O objetivo é garantir água sempre que o nível do Cantareira ficar abaixo de 35%, o que não costuma acontecer.

Leia mais notícias de São Paulo

Prefeitos vão discutir proposta de transposição de rio para combater crise de água em SP

Últimas