Doria diz que PM agiu para evitar confronto entre grupos na Paulista

Polícia e torcedores que se apresentaram como movimento antifascista entraram em confronto neste domingo (31) perto de ato pró-Bolsonaro

O governador de São Paulo, João Doria

O governador de São Paulo, João Doria

Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou na tarde deste domingo (31) que a Polícia Militar agiu para "manter a integridade física dos manifestantes" na Avenida Paulista. "Dos dois lados", escreveu o governador no Twitter.

O confronto se deu entre policiais militares e um movimento formado em boa parte por torcedores de clubes de futebol que se apresentou como um grupo antifascista e pela democracia. Os torcedores se concentraram na região do Masp (Museu de Arte de São Paulo), a três quadras do ponto onde ocorria manifestação em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, diante do prédio da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). 

Confira imagens das manifestações em São Paulo

"A Policia Militar de São Paulo agiu hoje para manter a integridade física dos manifestantes, na Avenida Paulista. Dos dois lados. A presença da PM evitou o confronto e as prováveis vítimas deste embate. Todos têm direito de se manifestar, mas ninguém tem direito de agredir", afirmou o governador.

Ele completou falando que "no processo democrático, manifestações devem ser respeitadas. Mas posições contrárias não podem ser expressadas com violência nas ruas. O Brasil precisa de paz, diálogo e respeito às instituições, para preservar sua democracia".

Tumulto

Por volta das 13h30, a Polícia Militar separou um início de confusão entre os bolsonaristas e os torcedores. Para isolar as frentes, a polícia realizou um cordão de isolamento.

Segundo a PM, os manifestantes contra o presidente Bolsonaro arremessaram pedras. Vídeos divulgados na internet registraram o momento em que bombas de gás lacrimogêneo foram lançadas em direção aos manifestantes.

Um grupo que portava um canivete foi detido e encaminhado ao 78° Distrito Policial do Jardins, de acordo com a Polícia Militar.